Marcos representa

marcos3Pensei em escrever um texto sobre a polêmica causada pela atitude do Marcos no jogo do último domingo contra o Grêmio onde, faltando 15 minutos para o fim do jogo, ele decidiu sair debaixo das traves e virar um goleiro-atacante.

Mas prefiro deixar registrado por aqui o texto do Felipe Giocondo, do blog Sobre Porcos e Ratos, que tem uma opinião igual a minha e, foi direto ao ponto:

Um palmeirense de chuteiras…

Que me desculpem os amigos da Mídia Palestrina que não concordaram com a atitude de Marcos no jogo contra o Grêmio.

Ali, logo após o gol, eu esperava apenas uma atitude digna da camisa que vestem e quem me presenteou foi Ele, o Santo.

Não esperem que eu seja racional julgando que restavam ainda mais de 15 minutos de jogo. Foda-se. Não havia diferença entre perder ou empatar, não há nada mais frustante do que decepcionar seus torcedores em casa.

Marcos saiu com a bola nos pés, mesmo sendo pouquíssimo habilidoso para isso, mas como que dizendo aos demais atletas que aqui é Palmeiras!

Ano que vem ele estará novamente debaixo das traves, defendendo as cores que sempre amou, enquanto muitos dos vagabundos que se arrastaram em campo estarão procurando vagas na Ásia ou no cú da Europa.

Ele saiu com a bola nos pés para mostrar a gente como Evandro que mesmo sendo medíocre na linha consegue ser mais ameaçador que esse franzino e péssimo meia.

Para Lenny aprender o que é jogar bola, para que Granja e Leandro não durmam satisfeitos com suas performances nojentas.

Para que Martinez entenda o que é subir numa porra de uma bola e pare de pensar em Itália, Corinthians ou o caralho a quatro, como anda fazendo.

Para tudo e mais um pouco, para mostrar aquele engravatado quem realmente pode extrapolar quando o assunto é Palmeiras.

Marcos não é maior que a instituição, mas certamente, a instituição não seria tão grande se não o tivesse como goleiro por tanto tempo.

Quando acabou o jogo tudo o que deveria ter feito era estender a mão direita a Pierre, a esquerda para Gustavo e se retirar, entregando o título para as meninas, porque há pouquíssimo a ser feito agora.

Marcos pode. Quantas vezes quiser e por quanto tempo quiser. Temos não apenas uma dívida com o goleiro salvador, mas principalmente, uma dívida com o homem Marcos.

Porque ele é um palmeirense de chuteiras, como qualquer um de nós gostaríamos de ser.

Anúncios

3 respostas para “Marcos representa

%d blogueiros gostam disto: